Nessa matéria eu vou te mostrar que você não precisa sentir dor no pescoço e só aceitar. Durante a pesquisa dei de frente com o poder de uma simples plantinha de fazer a diferença na vida de quem sente dor!

Leia mais!

Como a dor no pescoço acontece?

Existem vários motivos que nos levam a sentir dor no pescoço.

Pode ser uma contratura, movimentos e posições em que ficamos de “mal jeito”. Ou até uma doença mais grave. Mais adiante eu vou explicar bem detalhadamente essas possíveis causas da dor.

Porém, antes de mais nada vamos juntos entender como funciona a estrutura do nosso pescoço.

A partir disso, você vai entender por que a descoberta que eu fiz sobre as plantas pode mudar um quadro de dor.

O nosso pescoço

Radiografia de um pescoço.
Conheça a estrutura do pescoço, coluna cervical.

O pescoço segura a cabeça no lugar. Literalmente!

Normalmente a cabeça pesa 5 kg quando estamos com a postura correta.

Mas quando inclinamos a cabeça pra qualquer lado ela chega a pesar 27 kg! Este aumento gigante acontece pela força da gravidade.

Vamos lembrar das primeiras aulas de ciência na escola. A gravidade é uma força que nos empurra para baixo! Ela nos mantém no chão, sem ela não é possível se manter com os pés no chão.

Para saber a importância da gravidade é só ver um vídeo com um astronauta, quando eles saem da terra, eles flutuam.

A coluna sofre um “aperto” com essa força que nos empurra para o chão, enquanto estamos em pé. E por incrível que pareça, isso pode acontecer mesmo quando estamos sentados.

Essa pressão que a gravidade faz pode trazer dores por toda a coluna, como a dor lombar e a dor nos ombros por exemplo.

No entanto o soldado na linha de frente dessa batalha é o pescoço que sustenta o super peso da cabeça que está sempre aumentando e diminuindo.

Diferente do que algumas pessoas pensam o pescoço faz parte da coluna vertebral ele é quem começa ela logo depois da cabeça. Por isso acaba segurando tanta pressão.

A coluna e a dor no pescoço

Para muitos dos meus pacientes a coluna é um mistério, existem muitos mitos e informações erradas sobre ela.

Por isso eu vou fazer uma pequena explicação, tudo para você entender de vez essa parte do corpo que durante a vida, pode ser um grande motivo de dor.

Você pode imaginar a coluna como várias pedrinhas empilhadas, 33 para ser exata. Essas pedrinhas são as vértebras.

Entre essas 33 pedrinhas imagine algumas almofadinhas, essas almofadinhas servem para impedir que as pedras fiquem batendo umas nas outras.

Essas almofadinhas representam os discos. É delas que vem a famosa hérnia de disco que eu já te explico com mais detalhe.

Os discos são feitos de cartilagem e com um centro gelatinoso. Eu pensei em almofadinhas justo porque eles seguram a força que a gravidade faz nas vértebras.

Além de nos ajudarem com nossos movimentos

Continuando, essas pedrinhas são divididas em 4 partes. São elas, a coluna cervical (pescoço), a coluna torácica (no peito), a coluna lombar (cintura) e a coluna sacral (bumbum).

Dê uma olhadinha nesse minivídeo que a minha equipe fez:

A natureza é maravilhosa, não é?

Só que imagine que o tempo todo, essas almofadinhas sofrem com essa força que as empurra para baixo.

E para piorar elas ainda têm que se esticar e encolher para compensar nossa forma errada de deitar, sentar e andar.

Haja trabalho! Mas como o assunto hoje é a dor no pescoço vamos levar nossa atenção para essa parte da coluna.

As vértebras cervicais, ou seja, o pescoço, sustentam a cabeça e fazem os movimentos da cabeça serem possíveis

Esse movimento é bem grande! Nossa cabeça pode tombar para vários ângulos. Para frente, para trás e para os lados.

Os músculos ajudam a sustentar a cabeça durante esse movimento todo. Mas além dos músculos há um time de ligamentos e tendões que trabalham em equipe com a coluna torácica, as costelas, o ombro e a cabeça.

Por ser uma região da coluna que torna esses vários movimentos possíveis. O pescoço fica correndo um rico maior de lesão e desgaste vértebra e das outras estruturas.

O que pode causar a dor no pescoço?

Será que você conseguiu entender direitinho como o nosso pescoço funciona? Muito bem!

Você provavelmente está lendo essa matéria porque sente dor no pescoço ou porque conhece alguém que passa por isso.

Então agora, vamos entender de onde é que essa dor pode estar vindo.

1 – Pode ser uma contratura muscular;

A má postura é uma das causas mais comuns para dor no pescoço. 

Você já está sabendo do peso da nossa cabeça, e que quando nos inclinamos ela pesa cinco vezes mais, forçando várias estruturas, não só as do pescoço.

Você já percebeu o tempo enorme que as pessoas gastam para ficar no celular ou computador?

Pois é, essa posição deixa a cabeça inclinada, o que com certeza vai gerar problemas futuros.

2- Pode ser que você esteja com problemas de postura;

Ficar inclinado sobre aparelhos eletrônicos pode causar dor no pescoço.

Como eu já comentei o jeito como dormimos vai dizer muito sobre as reações do pescoço.

Mas fique calmo, você não precisa que ninguém fique vigiando. O que você precisa é escolher o travesseiro certo que não seja nem muito alto, nem muito baixo.

O pessoal da Saúde Abril, fez uma postagem com o guia completo para escolher um travesseiro que não te faça sentir dor. Para te ajudar nessa escolha.

Eles comentam que:

“Ao dormir de lado, o travesseiro deve ser alto o suficiente para manter a espinha alinhada”

3- Pode ser uma hérnia de disco;

Lembra das almofadinhas que ficam entre os ossos da coluna?

Então, nesse caso, por segurarem muito impacto, as almofadinhas que são os discos estouram e começam a vazar.

Eu comentei que no centro dos discos há uma “gelatina”, ela tem a responsabilidade de impedir essas colisões entre um osso e outro.

Quando estoura e vaza, ela se choca com os nervos e causa muita dor na região do pescoço.

Essa dor vai se espalhando para os ombros, braços e mãos, acompanhada de uma sensação de formigamento e dormência no braço todo.

Alguns dos sintomas da hérnia de disco são

  • Dor no local, nesse caso no pescoço;
  • Fraqueza nos músculos;
  • Espasmo no músculo, quando você sente repuxar ou acontece algum movimento descontrolado.

4 – Você pode estar estressado;

O estresse causa a sensação de dureza e rigidez no pescoço.

O estresse causa tensão nos músculos isso já é fato. E se você acha que uma coisa não tem nada a ver com a outra, está enganado.

O que acontece é que músculo se “encolhe” com o estresse.

Depois disso não volta ao comprimento normal. Esse comprimento normal é quando você está relaxado e tranquilo. Por ficar encolhido o músculo causa uma inflamação local.

Pode ser artrose;

Nesse caso, a cartilagem fica gasta e acontece também um ressecamento dos discos.

Com esse desgaste eles começam a ter que aguentar mais peso.

Isso leva ao famoso Bico de papagaio ou esporão de galo (osteofito), que são ossos que crescem de maneira anormal. Como eles crescem em forma de bico, acabam espremendo os nervos e causando dor.

Os primeiros sintomas da artrose são:

  • dor na região do pescoço,
  • rigidez (dificuldade em movimentar),
  • estalos ao se mexer
  • e dormência nos braços, porque o nervo pode estar sendo encolhido.

Quando me preocupar?

Sempre que a gente sente uma dor, isso já deveria ser motivo para ligar o botãozinho de atenção.

Eu sei que raro que isso aconteça na prática mas as dores e as inflamações são sinais do corpo, avisando que alguma não está certa.

A primeira coisa a fazer é consultar um médico para ter um diagnóstico, através de exames de imagem como o RX, Ultrassom e Ressonância magnética).

Eu descrevi algumas doenças que podem acontecer quando você tem dor no pescoço. Mas existem outras possibilidades, por isso é importante identificar o que está causando a dor.

As dores geralmente começam a partir dos elementos que cobrem o osso como músculos, tendões e ligamentos. Para tratá-las

folhas-separação folhas-separação folhas-separação
folhas-separação folhas-separação folhas-separação

normalmente são usados analgésico, anti-inflamatórios e fisioterapia.

A fisioterapia procura diminuir a dor, com o choquinho (TENS).

Os pacientes sentem alívio da dor e da inflamação já no começo com o alongamento e fortalecimento dos músculos.

O que faço para curar a dor no pescoço?

Para quem não sabe, a artrose não tem cura na medicina tradicional.

O argumento usado pelos pesquisadores é de que, a cura não pode acontecer porque é um desgaste na cartilagem (parte branquinha que protege um osso do outro na articulação).

Mas existem outros pesquisadores, cientistas e médicos que assim como eu acreditam que a natureza dá tudo que a gente precisa para ficar bem.

Um dos meus autores favoritos é o Dr. Lair Ribeiro que é cardiologista e nutrólogo.

Para ele a artrose tem cura sim!

Ele comenta que através da suplementação a nossa cartilagem pode se regenerar. Isso leva ao alívio da dor e até a cura da artrose.

Converse com seu médico para tentar esse caminho! Isso com certeza é promissor!

Outra coisa muito importante é corrigir a postura, se alongar e fortalecer toda a musculatura.

Mas ainda nessa linha incrível dos tratamentos naturais eu pesquisei sobre uma planta que trata a dor e a inflamação.

Vamos conhecer?

O poder da Arnica para acabar com a dor no pescoço

Eu imagino que você já tenha ouvido falar sobre ela.

A minha busca por um caminho mais natural de tratamento já tem muito anos. Não procuro apenas cuidar do corpo quando está doente. Mas também permitir que meus pacientes conquistem qualidade de vida.

Pois bem, durante essa investigação eu encontrei essas pesquisas maravilhosas.

A bióloga Gloria Emilia de Souza, participou de um estudo que provou que a arnica, realmente tem ação anti-inflamação e de alívio da dor. Essa matéria é do jornal da USP.

Geralmente as pessoas mais idosas já conhecem a arnica porque já usavam a planta para esse propósito. Então estamos voltando as origens!

No site do Dr. Patrick Rocha ele comenta que a arnica é uma planta medicinal muito poderosa!

Encontramos a arnica com mais facilidade nas formas de pomada e gel.

Essa planta deve ser colocada sobre hematomas causados por pancadas. Ou onde que a dor esteja.

Inclusive nas dores por artrose e artrite justamente por essa ação anti-inflamatória que alivia a dor.

Também no livro O que é arnica a autora Ruth Elston comenta:

Todo mundo […] precisa aprender como a Arnica ajuda a acelerar a recuperação de tudo, desde músculos cansados ​​a lesões por colisão de ossos.

Nesse livro a entusiasta explica os mais variados benefícios dessa planta, além de ter recolhido vários depoimentos de pessoas felizes com os resultados!

Dicas da fisio

Cuide de sua alimentação!

Assim como eu acredito, a ciência está aí para mostrar que, uma alimentação saudável pode prevenir e ajudar a tratar muitas doenças.

Porque a natureza produz tudo o que precisamos para viver uma boa vida.

Nosso corpo é uma máquina perfeita! E quando damos para ele o combustível certo tudo funciona bem.

Além disso, eu recomendo o Pilates, que aumenta a flexibilidade, a força e a concentração, melhora sua postura.

E cuidado com o uso do celular e computadores!

Caso você trabalhe sentado e precise ficar com a cabeça inclinada, faça intervalos e alongue os músculos da região do pescoço.

Alongamento para quem trabalha sentado – alívio da dor no pescoço.

O alongamento trabalha diversos músculos, incluindo os dos ombros.

Alongamento para o pescoço do site incrível club.
  1. Comece levantando o braço esquerdo em linha reta.
  2. Flexione esse braço e leve para a parte de trás da cabeça, na região da nuca.
  3. Leve a mão direita também para a nuca e use ela para segurar a mão esquerda.
  4. Mantenha essa posição por 10 segundos.
  5. Solte as mãos e repita o movimento para o outro lado.
  6. Caso não consiga juntar as mãos nas costas, use uma toalha para ajudar. Basta segurar a toalha com a mão que está por cima da cabeça e agarrar a outra ponta da toalha com a outra.

Outra dica importante!

Não se esqueça de ter sempre uma pomada com base de arnica em caso de dor. Você agora já sabe que ela é eficaz para tratar a dor e a inflamação.

Conta para mim, você tem alguma dúvida sobre dor?

Paulo-Santos
Dra. Iracema Barbosa

Muito prazer sou a dra. Iracema, fisioterapeuta especializada em gerontologia.
Acredito que o futuro é construído no presente e o nosso futuro vai chegar através do conhecimento aplicado para melhorar a qualidade de vida.
Amo cuidar das pessoas mas meu sonho é ir além do cuidado e te ensinar como se prevenir para viver uma vida saudável e feliz!

Comentar com Facebook
Fechar Menu