Início Saúde A dor no ombro acabou! Conheça a técnica milenar para alívio e...
Mulher colocando a mão no ombro por causa da dor

A dor no ombro acabou! Conheça a técnica milenar para alívio e cura.

735

Na matéria de hoje vamos falar sobre a dor no ombro que é uma queixa muito comum no meu dia a dia como fisioterapeuta. Vou te mostrar as soluções incríveis que encontrei pra esse problema durante as minhas pesquisas.

Vem comigo pra essa jornada de descobertas!

E, de onde vem a dor no ombro?

Antes de mais nada, você precisa saber como funciona a anatomia do ombro. Isso porque para conhecer as possíveis causas da sua dor, é ideal conhecer o básico para detectar de onde ela vem.

O ombro é uma das articulações (juntas) com as maiores possibilidades de movimento no nosso corpo, ele geralmente pode se mover para todos os lados.

Por essa razão, ele é uma articulação tão instável.

Essa articulação do ombro, nada mais é do que o encontro entre três ossos.

  • A clavícula (osso fino em forma de s);
  • A escápula (conhecida antigamente com omoplata);
  • E o úmero (osso da parte braço) (osso com o formato de uma cabeça arredondada) Por ser coberto de cartilagem ele favorece esse movimento em vários ângulos.
Imagem explicativa para diferenciação entre os osso que se ligam no ombo: Escápula, clavícula e úmero.
Arte explicando onde está a escápula, a clavícula e o úmero.

Esses aqui embaixo são os principais músculos:

Os quatro músculos que formam o manguito rotador (infra espinhal, supra espinha, redondo menor e subescapular) eles são de fundamental importância para o movimento e estabilidade do ombro, formando rede que começa na escapula, na parte de cima das costas e “abraçam”.

músculo peitoral maior que como nome sugere, fica no peito (sua origem em 3 ossos; o esterno, na cartilagem da 6° e 7° costelas e na clavícula,  e se insere no osso do braço (úmero). 

Uma das funções do peitoral maior se dá durante respiração, qualquer doença respiratória alterar o movimento, pois ele se fixa na embaixo do ombro, na axila. 

E o músculo deltoide que sai da clavícula. Além de ser um dos responsáveis pelos movimentos,  ele estabiliza o ombro e é o que faz com que ele tenha essa forma arredondada.

São esses e outros vários grupos musculares ao redor que garantem nosso movimento nessa região. Nosso ombro é uma máquina a todo vapor!

Isso sem falar dos tendões e da bursa (uma almofadinha com liquido transparente e viçoso, chamado de fluido sinovial) que aliviam os impactos que a gente recebe nos tendões.

Se você observar à anatomia vai perceber a dor no ombro pode começar em outros lugares e chegar até ele.

Por isso é tão importante consultar um fisioterapeuta que através dos exames e testes pode dar o diagnósticos precisos.

Mas afinal, como acontece a dor no ombro?

A causa mais comum pra essa dor é a inflamação dos tendões do manguito rotador (grupo muscular que dá estabilidade ao ombro), chamada de tendinite.

Do mesmo modo, você pode estar sofrendo a inflamação da bursa, chamada bursite.

Além da artrose que já é uma dificuldade causada pelo envelhecimento que traz desgaste da cartilagem.

Sem esquecer das dores que como comentei, podem vir de outros lugares como as provenientes da coluna cervical, no caso de hérnia de disco por exemplo.

E por incrível que pareça existem problemas no coração, pulmão e fígado que também podem estar relacionados com a dor no ombro.?

Por isso é importante consultar um médico.

Por quais razões a dor no ombro pode acontecer?

As dores no ombro são provocadas, na maioria das vezes, por esses três motivos. Olhe os exemplos aqui embaixo!

Homem cruzando as pernas enquanto segura o seu celular.

Você pode sofrer com a dor no ombro depois de repetir um movimento muitas vezes , nesse caso exemplifiquei o ato de cruzar as pernas.

No entanto, pra quem tem dor no ombro isso pode ter sido ocasionado por desajustes na postura na hora de sentar, ou pelo modo como você digita estando no computador e assim vai.

Homem correndo e causando atrito nos músculos e nos ossos.

Quando andamos ou corremos estamos causando impactos na nossa musculatura. Do mesmo modo isso pode acontecer quando trombamos com outra pessoa, e pegamos grande peso bruscamente.

Se exercitar é maravilhoso mas você precisa prepara seu corpo para isso!

Desgaste no músculo causado naturalmente pela idade avançada.

Ao envelhecer, naturalmente sofremos desgastes nas estruturas óssea e muscular.

Outra razão comum da dor, e quando acontece um deposito de cálcio nos tendões, isso provoca dor violenta, somente em alguns casos a dor desaparece com o tratamento.

Se a dor persiste, pode ser necessário intervir com cirurgia para retirar essa bolinha de cálcio.

Em uma entrevista com Dr. Dráuzio Varela, o Ortopedista Sérgio Luiz Cecchia relata que durante sua experiência clínica, ele observou que um esporão pode se formar nas pessoas com idade a partir dos 50 anos.

Ele fica na frente do ombro, machucando o tendão. Com o movimento do braço, o tendão do musculo supra espinhal pode romper, fazendo necessária a cirurgia de reparo.

Ele conta ainda que após os 60 anos, por razões desconhecidas, o processo de degeneração (desgaste) na articulação do ombro ocorre mais nas mulheres, supõe-se que possa ser por causa das alterações hormonais, tornando-as mais vulneráveis nesta faixa etária.

A maior causa da dor

A autora Cristina Cairo formada em Educação física e bacharel em Psicologia, de quem gosto muito, comenta sobre os bloqueios emocionais que causam dores e doenças, em seu livro “Linguagem do corpo”.

A autora descreve que:

“As inflamações simbolizam a responsabilidade que carregamos. Na região dos ombros está ligado ao não reconhecimento dos superiores, a bursite simboliza a prisão interna e conflitante do seu coração relacionada a alguém superior”.

Vale a pena refletir! Nós somos seres físicos e emocionais.

Todo pensamento gera uma reação no corpo. Quer provas? Então experimente fechar os olhos e imaginar que está com um limão na mão, um limão bem suculento e azedo.

Maravilha de limão! Agora se imagine colocando o limão na boca e lambendo a parte mais suculenta! E veja só, automaticamente sua boca vai ser inundada de saliva!

Este teste mostra como o corpo reage aos pensamentos e sentimentos, não é diferente quando sentimos outras coisas.

Quando você fica nervoso, seus músculos se contraem, forçando as articulações. A partir daí começam as tensões, como a do ombro, que por sua vez te leva a sentir dor, pense nisso.

Como prevenir a dor crônica?

A melhor forma de prevenir a dor crônica é tendo uma alimentação saudável e rica em vitaminas e sais minerais.

Além disso, praticar atividade física frequente. Exercícios como os de musculação, pilates ou natação, que além de fortalecer, vão alongar sua musculatura.

Durante as atividades repetitivas, seja em casa ou no trabalho, faça intervalos e pequenos alongamentos rápidos, isso pode fazer uma grande diferença!

Inclusive, aqui no blog fizemos uma matéria falando sobre as 5 posturas de yoga para alongar a coluna, essas posturas também ajudam e muito quem tem dor no ombro!

Dor no ombro, o que pode ser?

A dor no ombro pode indicar que os tendões ou a bursa estão inflamados por causa daqueles movimentos repetitivos, que acabo de comentar.

Outro indicativo é o acúmulo de cálcio no tendão, eu já comentei também sobre isso, mas o que você não sabe é que esse problema pode fazer com que aconteça um rompimento dos ligamentos.

Outra doença que acomete o ombro é a inflamação da cápsula que envolve essa articulação, conhecida como ombro congelado ou capsulite adesiva. Essa patologia, faz com que seu movimento se limite.

Muitas vezes o “ombro congelado” é confundido com  a tendinite ou a bursite.

Sem esquecer da malfadada hérnia de disco no pescoço, que provoca a contratura muscular (os músculos são contraídos e ocorre uma inflamação, que faz a dor atingir o ombro).

Uma lesão no cotovelo também pode confundir, pois a dor geralmente sobe para o ombro.

Em um artigo sobre reumatologia do hospital Sírio Libanês, a Dra Andrea L. B. Lomonte relata  que a dor no ombro pode ser por doenças no fígado, coração e pulmão, segundo ela:

“Vale lembrar que, muitas vezes, a dor no ombro é decorrente de dor nas áreas próximas, como a coluna cervical e o cotovelo, bem como de doenças que afetam o fígado, o coração e os pulmões”.

 Por isso é muito importante visitar um ortopedista!

Como aliviar essa dor tão iminente?

Segundo a Dra. Andrea, especialista em reumatologia do Hospital Sírio Libanês, o tratamento começa com repouso, compressas de gelo e anti-inflamatório.

Se não houver melhora, realiza-se a infiltração de corticoide no ombro para que a dor e da inflamação diminuam. Caso a dor continue ainda assim, pode ser que uma cirurgia seja necessária.

Dica da Fisio 👩‍⚕️

A prevenção é o melhor caminho!!

Os exercícios físicos atuam no tratamento e na prevenção. Eu sugiro o método usado no Pilates, por ser uma  atividade  completa, porque além de promover o fortalecimento, melhora sua flexibilidade, concentração e consciência corporal. 

alimentação é muito importante, afinal é a partir dela  que retiramos os nutrientes para nosso corpo. Por isso uma alimentação balanceada rica em

folhas-separação folhas-separação folhas-separação
folhas-separação folhas-separação folhas-separação

frutas, verduras e legumes, sem esquecer das gorduras saudáveis como: Castanha do Pará, Castanha de Caju, Sementes de Chia, Sementes de Linhaça, Óleo de Coco, entre outros.

E quando a dor no ombro já está presente, o que fazer?

Como fisioterapeuta, recomendo compressa de gelo 3 vezes ao dia, protegendo a pele com um pano fino e colocando a compressa por 20 minutos.

Porque compressa de gelo e não água quente? 

Quando se coloca a compressa de água quente ocorre um aumento da quantidade de sangue que serve para limpar o local da inflamação, tecnicamente chamamos de “aumento do metabolismo”. Quando isso acontece, aumenta a artrose. 

A compressa com gelo diminui a quantidade de sangue, ou seja, diminui o metabolismo e não aumenta o desgaste do osso e não aumenta a artrose. O corpo está sempre trabalhando para manter o equilíbrio do organismo. 

Após vinte minutos, ao tirar a compressa de gelo, uma grande quantidade de sangue limpo (rico em oxigênio) chega na região, que tem o mesmo efeito da compressa quente, limpar o local da inflamação, sem o efeito de aumento da artrose. 

Mas atenção! Não ultrapasse os vinte minutos, pois você pode queimar sua pele. A compressa ajuda a diminuir a inflamação e aliviar a dor.

Como estudiosa busco conhecimento na medicina integrativa ou alternativa, porque acredito que não somos apenas corpo. Somos corpo, mente e espirito, cheios de emoções que provocam reações químicas!

Como durante nossos momentos de alegria, onde produzimos a serotonina e dopamina, os chamados hormônios da felicidade.

Ou como quando nos entristecemos, o estresse chega, nosso corpo entende que estamos em perigo e liberamos hormônios como o cortisol e a adrenalina e o nosso sistema de defesa (sistema imunológico) entra em ação, levando a processos inflamatórios.

Para este o processo de dor e inflamação do ombro recomendo a aromoterapia.

O poder da aromaterapia

Frasco com óleo essencial para aromoterapia
A aromoterapia tem propriedades que ocasionam o alívio das dores.

Vou apresente a você algo revolucionário para a dor no ombro. Uma terapia que é milenar, mas pouco conhecida aqui no ocidente!

O químico francês, René Mauricie de Gatefossé, em 1964 foi o primeiro a introduzir o nome de aromaterapia, mas o uso de plantas sempre foi usado pela humanidade, com objetivos religiosos, medicinais e até estéticos.

A aromoterapia é a ciência de extrair os óleos essenciais das plantas. Esses óleos são encontrados em pequenas glândulas localizadas nas folhas, flores, frutos, caules e raízes.

Em minhas pesquisas encontrei muitos estudos científicos mostrando a eficácia dos óleos essenciais, pra não te cansar, vou comentar sobre dois desses artigos.

O primeiro foi feito pelas autoras Cassandra S. Lyra, Larissa S. Nakai e Amélia P. Marques, com o título: “Eficácia da aromoterapia na redução de estresses e ansiedade em alunos da graduação na área da saúde”.

Na conclusão as autoras viram ótimos resultados na diminuição da ansiedade e do estresse.

O segundo estudo foi realizado pelo naturopata Guilherme G. Peniche, na sua dissertação de mestrado na USP, “Efeito no alivio da dor em atletas de alto rendimento”.

Ele usou os óleos essenciais para tratar dor no ombro de atletas, observou que o grupo que usou óleos essenciais (lavanda, gengibre e sucupira) durante 15 (quinze dias), mostrou um resultado de 80% na melhora da dor.

E como eu posso utilizar o óleo essencial?

Uso através de inalação: Nesse caso, usamos os óleos essências diluídos em água e colocados em um difusor, ou em um travesseiro.

Os aromas flutuam através do olfato, numa viagem rápida até o sistema límbico (região do cérebro, onde estão guardados; os sentimentos, memorias, emoções e as reações aprendidas e arquivadas).

Na região do hipotálamo chegam muitos neurônios olfativos que liberam hormônios, aqueles hormônios que comentei, que geralmente são fruto de sentimentos.

Mas nesse caso são produzidos pelo aroma. Trazendo relaxamento e alívio!

Uso tópico: Para esse método, os óleos essenciais são diluídos em óleos base (exemplos:  óleo de coco e de abacate) e passados na pele para serem absorvidos.

Mas não se preocupe, quando diluídos os óleos essenciais não perdem seu poder de ação.

Durante minha constante busca por alternativas naturais para qualidade de vida e alivio de dores, encontrei várias pesquisas sobre óleos essências, e tive contato com muitos relatos de pacientes que utilizaram e confirmaram sua eficácia.

Procure óleos de qualidade, pois no mercado há muitas marcas que são produzidas com materiais sintéticos, esses não são óleos extraídos diretamente da planta.

É importante ressaltar que para utilizar melhor os óleos você precisa pedir a orientação de um profissional da área, um aromoterapeuta.

Para concluir

A dica mais valiosa que posso dar a todo mundo que está sofrendo com a dor é, pesquise! O conhecimento traz luz para nossa vida!

Depois de pesquisar, teste o que é bom pra você e sempre, sempre mesmo, faça tudo juntinho com o seu médico!

Se conhece ou já usou óleos essenciais, escreva aqui nos comentários qual foi o resultado!

Paulo-Santos
Dra. Iracema Barbosa

Muito prazer sou a dra. Iracema, fisioterapeuta especializada em gerontologia.
Acredito que o futuro é construído no presente e o nosso futuro vai chegar através do conhecimento aplicado para melhorar a qualidade de vida.
Amo cuidar das pessoas mas meu sonho é ir além do cuidado e te ensinar como se prevenir para viver uma vida saudável e feliz!

Recomendados Para Você:

Comentar com Facebook