Pomada para dor e uma vida sem remédios. Fisioterapeuta indica 6 pomadas para 6 tipos de dor!

Pomada para dor e uma vida sem remédios. Fisioterapeuta indica 6 pomadas para 6 tipos de dor!
pomada de lavanda, pomada de calêndula, pomada de menta, pomada de ládano, pomada de arnica, pomada de limão

A pomada para dor é melhorada com a modernidade. Para nos curar e para atender nossas necessidades. Eu não posso negar.

Mas nossos antepassados deixaram segredos inimagináveis para que a gente viva muito bem, por muito tempo e sem precisar de uma tonelada de remédios.

Venha ver o que eu tive a chance de aprender durante essa descoberta!

Onde começou a pomada para dor

A era da informação traz de volta essa grande sabedoria medicinal usada por nossos ancestrais.

Durante essa investigação eu encontrei muitas estratégias interessantes usadas pelas pessoas que inauguraram a “farmácia”. Elas eram pesquisadas antes mesmo de Cristo.

Os lugares que hoje conhecemos como Iraque, Kuwait e parte da Síria eram a Mesopotâmia nessa época. Nela os historiadores encontraram a tábua de Nipur, um artefato que guardava 15 receitas de remédios feitos apenas com plantas.

Vindo para o Egito, Hipócrates, pai da medicina, usava hortelã, papoula e fungos sobre a pele para tratar ferimentos e feridas.

Pomadas indígenas

Aqui no Brasil, nossos ancestrais indígenas davam a responsabilidade de curar para o pajé ou curandeiro.

Diferente do que a maioria das pessoas pensam, o tratamento dos índios não era só um monte de pastinhas de plantas, mesmo que essa parte mereça muito a nossa atenção.

Quando alguém adoecia nesse período, o curandeiro acreditava que o corpo, o espírito e a mente estavam ligados com a doença.

E nunca se falou tanto sobre como a mente tem um papel crucial na saúde do nosso corpo como agora.

Porém no oriente os médicos trabalham com a verdade de que a maior parte dos problemas de saúde acontecem por causa da nossa mente.

Daí é que descobrimos especialidades como a acupuntura e a ayurveda. Que estão fazendo sucesso hoje em dia, mas já são eficientes há séculos.

Mas voltando a falar sobre pomada para dor eu me deparei com a experiência dos nossos antepassados indígenas. Essa assunto deveria chamar a atenção de qualquer médico que lide com a dor.

O óleo de copaíba! Eu já comentei aqui no blog sobre o poder dos óleos essenciais, clique aqui para ler. O mais interessante no óleo de copaíba é como ele foi descoberto.

Os índios notaram que quando os animais se machucavam eles se esfregavam no tronco das árvores de copaíba. E por essa simples observação eles descobriram o poder cicatrizante e anti-inflamatório dessa árvore.

Um jeito cataplasmático de acabar com a dor

Essa matéria foi realmente curiosa de escrever porque a cada pesquisa com a qual eu me deparava descobria mais curas quase milagrosas.

Ainda estudando sobre os nossos antepassados indígenas algo me prendeu a atenção. O cataplasma.

Antes de continuar falar sobre ele você precisa saber do seguinte: Para que a pomada para dor entre em ação ela precisa ser emoliente (capacidade de amolecer).

Ela precisa ultrapassar as barreiras naturais de proteção da pele. Chegando assim na corrente sanguínea e nos músculos.

Porque a primeira camada da pele, a epiderme, é como uma parede de tijolos coberta por uma camada de cimento.

Para que uma pomada para dor ultrapasse todas as barreiras da pele que são a epiderme, a derme e a hipoderme ela precisa ter características específicas.

Esse é o poder do cataplasma.

Ele nada mais é do que uma papa medicamentosa feita com farinhas, polpas de frutas ou pó de raízes e folhas, misturados com óleos de origem animal. O cataplasma precisa

folhas-separação folhas-separação folhas-separação
folhas-separação folhas-separação folhas-separação

ser aplicado sobre a pele para tratar dor e inflamação.

E eu não fui a única a ficar supressa com isso. Uma pesquisa com apoio da Sociedade israelita Brasileira Albert Einstein e da Fundação de Amparo à Pesquisa (FAPESP), foi a fundo na sabedoria dos povos indígenas para curar a dor.

Essa pesquisa avaliou os índios utilizam remédios do “homem branco”, mas só 22,2% relatam que encontram alívio nos sintomas de dor.

Agora, se prepare para ficar chocado. Os remédios que as pessoas chamam “do mato”, ou seja, os remédios a base de ervas funcionam 64,5% a mais do que os ditos de farmácia.

Assim como qualquer pessoa que não entende muito bem sobre o assunto a pesquisadora pensou que os índios usavam mais os chás de ervas para se curar.

Mas para a surpresa dela e sua também, o maior objeto de cura indígena são os emplastos, cataplasmas e resinas de ervas, que assim como a pomada para dor, é usado sobre a pele.

O perigo da vaselina

Pomada para dor é algo maravilhosa, não duvide. Mas, como tudo nessa vida, o uso da pomada tem um jeito certo de ser feito.

As pomadas são amigas da humanidade desde sempre, mas o problema todo começou quando a vaselina foi descoberta lá no século XIX.

A vaselina surgiu a partir do petróleo e por isso as receitas que a usavam são sintéticas.

Por ter sido extraída do petróleo a vaselina tem efeitos carcinogênicos, ou seja, podem dar câncer em você.

O uso da vaselina é apenas para conduzir o remédio até a parte mais interna da pele, e pode ser muito bem ser substituída pela manteiga de karitê, manteiga de cacau, óleo de coco, óleo de rícino e óleo de amêndoa doce.

Então olhe o rótulo dos produtos que você usa, principalmente os cosméticos porque vaselina causa câncer!

6 tipos de pomada para 6 tipos de dor

Toda essa matéria foi preparada para te trazer até essa parte aqui. Eu sou 100% simpatizante da naturologia. Minha busca pela ciência é para promover o seu reencontro com a natureza.

Por isso, eu separei uma lista com 6 tipos de pomada para 6 tipos de dor. Como qualquer substância na natureza, cada tipo de pomada tem uma finalidade! Essa recomendação pode ser levada daqui para o futuro.

  • Lavanda para tensão muscular.
pomada de lavanda para tensão muscular

Há milênios a lavanda já é usada medicinalmente. Para se ter uma ideia os egípcios usavam a Lavanda para perfumar e preservar as múmias.

O médico greco-romano Pedamos Diosairidesmas, autor do livro “De matéria médica”, foi o primeiro a documentar as suas qualidades curativas em queimaduras e feridas.

Pomadas a base de lavanda aliviam a tensão muscular, agem como anti-inflamatório, calmante e cicatrizante.

Pessoalmente gosto de usar a lavanda para tensão muscular porque além de trabalhar as inflamações que a tensão pode ocasionar ela age como calmante e te libera do tensionamento muscular.

  • Calêndula para dor muscular
pomada de calêndula para dor muscular

Geralmente é mais fácil resolver a tensão muscular, inclusive tem uma matéria aqui no blog falando sobre quando a tensão muscular vira dor muscular.

Mas se por acaso o que você está enfrentando é uma dor mesmo, então você vai querer dar uma atenção para a calêndula.

Essa poderosa flor é nativa da África central e chegou aqui no Brasil só por volta do século XVII.

Além de também ter ação calmante e anti-inflamatória ela trata erupções da pele e eczemas. As pomadas que usam calêndula como ingrediente tratam a dor no musculo justamente por seu poder anti-inflamatório.

  • Arnica para torções
pomada de arnica para torções

Ai, ai, ai, ui, ui como é ruim quando você está andando e vira o pé em uma pedra. Na maioria das vezes isso garante o resto do dia mancando.

Para esses momentos e muito outros a arnica está sempre no meu discurso. Inclusive já fiz uma matéria falando sobre esse benefício da arnica mais especificamente para o pescoço, mas a gente pode olhar para as torções do pescoço também.

“Mais de cem medicamentos prescritos são feitos apenas da erva na Alemanha (onde é conhecido como ‘Fallkraut’) e é um dos remédios holísticos mais populares em toda a Europa.”

Isso quem disse foi a Ruth Elston em seu livro que é inteiro sobre arnica.

A arnica tem sua popularidade porque ela é usada há muito tempo. Toda essa fama gira em torno dos benefícios físico e psicológico que ela proporciona.

Então use pomadas com arnica para torções, os resultados são assombrosos!

  • Ládano para dor nas juntas
pomada de ládano para dor nas juntas

Essa plantinha também conhecida como cistus era usada no antigo Egito como medicamento e cosmético.

As civilizações posteriores, como as gregas e romanas também conheciam essa joia aromática, sendo inclusive um dos muitos óleos sagrados citados na Bíblia.

É considerada uma joia de aroma, mas seus benefícios vão além disso, como por exemplo no alívio de dores, cansaço muscular e na artrite pelo seu poder anti-inflamatório.

Pode ser usada quando você estiver sentindo dor nas juntas uma vez que age nos processos inflamatórios nos tendões e em caso de artrite, quando ocorre a inflamação na articulação.

  • Menta para dores de barriga
pomada de menta para dor de barriga

Essa, como as outras, também é uma planta usada desde a antiguidade.

É normal que a gente confunda menta com hortelã, até porque, elas pertencem à mesma família.

Porém a menta era usada pelos árabes para estimular o apetite de seus convidados.

Os benefícios da menta são inúmeros, além de aliviar as dores musculares, melhora a digestão, alivia a síndrome do intestino irritado, os sintomas de gripes e resfriados, coceira e irritação na pele.

  • Limão para infecções
pomada de limão para infecções

Haa! Eu e o limão temos uma história. Com toda a certeza conseguiria escrever uma matéria completa falando sobre seus benefícios.

Sua origem é asiática, e justamente por isso não se sabe ao certo como o limão ficou tão conhecido da Europa. Alguns dizem que foi apresentado pelos muçulmanos entre o século VII e IX. No entanto, existem relatos que os romanos já conheciam o limão e usavam como medicamento.

Os benefícios do limão são inúmeros, começando pela ação no sistema digestivo, até seus efeitos antibactericida, fungicida, antibiótico natural e antioxidante.

O limão possui uma substância própria conhecida como limoneno que é capaz de combater os radicais livres.

Por essa razão é utilizado para tratamento de dores reumáticas, infecções, aterosclerose e muitas outras enfermidades.

Dica da Fisio

Depois de fazer essa pequena viagem pela história da medicina eu percebi que por mais que a doença sempre tenha trazido problemas para a humanidade, a natureza sempre nos ajudou a conseguir a cura.

O mais incrível é que nós abandonamos essa sabedoria milenar em nome da modernidade e do que a massa pensa ser o caminho mais fácil.

Por isso eu digo, não existe só uma opção! Você não precisa escolher entre sentir dor e ficar dopado de remédios. Isso é uma mentira que nos contam só pela preguiça de pesquisar!

Então siga essas dicas que fiz para você se libertar da automedicação:

  • Use remédios naturais!

Com toda certeza na hora da dor a gente acredita que a nossa dor é a maior do mundo. Mas já parou para pensar na dor que os atletas sentem depois do esforço que elas fazem?

Uma pesquisa realizada por naturologos avaliou o efeito terapêutico de produtos fitoterápicos para usar sobre a pele durante a dor, em ginastas! Os resultados são excelentes.

A pomada reduziu as inflamações e fez com que os esportistas melhorassem das dores em 68%, e assim eles pararam de precisar de medicamentos tradicionais (alopáticos).

Os remédios fitoterápicos (naturais) não só curam como previnem.

  • Não ignore as dorzinhas!

A dor é sempre um sinal para te dizer que alguma coisa está errada com o corpo. Uma dorzinha pode estar dizendo “Hey, talvez seja melhor começar a se alongar um pouco”.

Toda dor insuportável começa com uma dorzinha. É muito melhor que você se cuide enquanto a dor ainda por de ser controlada.

  • Não use qualquer pomada!

A sabedoria por trás da pomada é maravilhosa para curar. Mas se você não ficar atento para o tipo de pomada que está usando o efeito pode ser contrário.

Corra das pomadas com vaselina e use pomadinhas naturais. Por exemplo, no lugar da vaselina que causa câncer você pode preferir a manteiga de karitê que é rica em vitamina A e E, além de ser antioxidante.

Eu espero com veemência que você consiga usar as dicas dessa fisioterapeuta apaixonada por pesquisa científica. Que essa matéria contribua para o seu reencontro com a natureza.

É como eu sempre gosto de dizer, a natureza nos dá tudo o que precisamos, é só saber como procurar.

Quer saber mais sobre pomadas curativas? Coloque sua pergunta aqui e eu respondo em instantes!

Paulo-Santos
Dra. Iracema Barbosa

Muito prazer sou a dra. Iracema, fisioterapeuta especializada em gerontologia.
Acredito que o futuro é construído no presente e o nosso futuro vai chegar através do conhecimento aplicado para melhorar a qualidade de vida.
Amo cuidar das pessoas mas meu sonho é ir além do cuidado e te ensinar como se prevenir para viver uma vida saudável e feliz!