70% das pessoas já desmaiaram ou vão desmaiar pelo menos uma vez na vida

70% das pessoas já desmaiaram ou vão desmaiar pelo menos uma vez na vida
70% das pessoas já desmaiaram ou vão desmaiar

Você certamente já vivenciou uma situação em que um desmaio aconteceu, pode ter sido com você mesmo ou com uma pessoa que estava próxima de ti. E isso ocorre com mais freqüência do que você imagina, 70% das pessoas já desmaiaram.

O desmaio é uma auto resposta do organismo, um mecanismo de defesa, que assim como uma máquina sobrecarregada, desliga-se repentinamente. É uma resposta do nosso corpo a um evento estranho.

Cerca de 70% das pessoas já desmaiaram ou vão desmaiar pelo menos uma vez na vida.  Esse dado revela a necessidade das pessoas terem a informação correta sobre o que pode ter causado isso, o que fazer na hora que isso acontece e quais providências tomar após o desmaio.

Antes de acontecer um desmaio a pessoa pode começar a sentir sudorese, palidez, calor, náusea, visão turva e palpitações. Caso isso ocorra, a pessoa deve se deitar rapidamente em um local seguro, pois o desmaio pode acontecer depressa e causar acidentes.

Em uma situação dessas, para melhorar o fluxo sanguíneo do cérebro, e conseqüentemente fazer com que a pessoa acorde rapidamente deve-se levantar as duas pernas para cima. Outra dica também é abaixar a cabeça na altura do coração, pois assim o sangue chega mais facilmente no cérebro. Lembrando que não se deve jogar água fria no rosto e nem oferecer álcool ou qualquer outra coisa para a pessoa cheirar.

Causas prováveis de um desmaio:

  • Trauma emocional.
  • Medo.
  • Desidratação.
  • Convulsões.
  • Tosse severa.
  • Abuso de drogas ou álcool.
  • Hiperventilação (respiração rápida e superficial).
  • Dor severa.
  • Uma queda súbita da pressão arterial.
  • Esforço excessivo durante a evacuação.
  • Baixo nível de açúcar no sangue devido ao diabetes ou longos períodos em jejum.
  • Ficar em pé por longos períodos.
  • Levantar-se rápido demais de uma posição sentada ou deitada.
  • Esforço excessivo em altas temperaturas

“Às vezes, principalmente quando fazemos exercício, nossas artérias abrem pequenas janelas perto de nossos músculos para aumentar o fluxo sanguíneo e liberar oxigênio quando ele é necessário, o que retira o sangue do cérebro”, disse Adam Rutherford, geneticista e apresentador do programa da BBC Inside Science.

folhas-separação folhas-separação folhas-separação
folhas-separação folhas-separação folhas-separação

Em casos raros, um desmaio também pode ser sintoma de tumores cerebrais principalmente se acompanhado de outros sintomas neurológicos, como convulsão. As pessoas que apresentam maior risco de ter um desmaio são as que possuem alguma dessas enfermidades:

  • Diabetes
  • Bloqueios cardíacos
  • Arritimias cardíacas
  • Ansiedade ou ataques de pânico

Embora na média as causas de desmaios não sejam graves, é importante que a pessoa que desmaiou procure um médico logo após o ocorrido para fazer um check-up em sua saúde. Procure um clínico geral, ou um cardiologista, ou um neurologista para isso.

Lembrando que estar preparado para uma consulta é sempre bom para ajudar o seu médico a identificar a causa do desmaio e a solução para a melhora da sua saúde. Para se preparar vá à consulta com algumas informações: uma lista com os sintomas que foram destacados aqui e que você tenha vivenciado; um histórico médico que contenha os medicamentos que você tenha ingerido recentemente bem como suplementos; e se possível peça para alguém que tenha presenciado o seu desmaio que te acompanhe.

É sempre bom ficar atento com a sua saúde não é mesmo?

Para isso conte com as nossas informações de alto valor em nosso blog e comente abaixo o que achou do artigo!

Paulo-Santos
Sobre o Autor

Eu me chamo Paulo Santos, tenho 24 anos e sou formado em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie de São Paulo.
Sempre fui apaixonado pela leitura e pela escrita. Justamente por isso escolhi fazer Direito.
Faço parte de uma família de médicos (pais, tios e primos), então o mundo da saúde sempre fez parte da minha vida desde pequeno, e sempre gostei muito de escrever sobre o assunto.
Será um prazer te manter informado sobre o meu mundo!